domingo, 25 de outubro de 2009

Devido a um excesso de ótimos textos desenvolvidos pelas Desaforadas X, a partir de hoje não só o sábado mas também o domingo terá espaço no blog reservado para elas. E hoje tem nova estreia: Emanuella Minari (ou simplesmente Manu) é uma paulistana de 26 anos que estuda jornalismo e já é colunista da revista Chiques e Famosos. Baixinha invocada e chocólatra assumida, a Manu já faz seu debut com um texto muito esclarecedor sobre o tema da semana, cheio de referências e pesquisa consistente. Vamos ao post...


Guia Do Orgasmo Múltiplo





Esse tema realmente é bem complexo de abordar, porque há quem diga que isso não existe, há aqueles que se vangloriam dizendo que tem não somente um orgasmo, mas múltiplos... enfim, acho que o mais importante a dizer é que, pelo sim ou pelo não, acho importante conhecer as duas opiniões e tentar desvendar você mesma , se é ou não possível ter orgasmos múltiplos.

Eu , como ainda sou aprendiz do assunto, não tenho vergonha de dizer que não fui “bem aventurada” pelos múltiplos orgasmos, então pesquisei sobre o tema e, especialmente para você se identifica com a minha situação e que saber mais sobre como “chegar lá”, selecionei alguns trechos do livro “ Desperte a Deusa do sexo que existe em você” – Olivia St. Claire. Também pincei trechos do livro “Guia dos Curiosos – Sexo” de Marcelo Duarte e Jairo Bouer, e ainda informações do “Kamasutra – o livro do amor” e do “Kama Sutra XXX- as práticas de sexo mais inconfessáveis” - Alicia Gallotti.

Mas o que eu acho mais relevante deixar claro nesse texto é que o mais importante não é fazer disso uma “caça ao tesouro”, creio que você tem de curtir o sexo como um todo, um conjunto, como disse a minha colega Karime (Desaforada das segundas-feiras). Não dá parar ficar pensando coisas mirabolantes: “ Será que eu to fazendo certo, será que eu tenho que fazer isso ou aquilo...”. O segredo é não controlar e deixar as coisas acontecerem como tem que acontecer. Afinal , quem foi que disse que sexo só é bom se você tiver múltiplos orgasmos?

“E então, aconteceu como que um milagre, essa pulsação de prazer inigualada pelos mais exaltados músicos, os ápices de perfeição na arte, na ciência ou na guerra, inigualada pelas mais suntuosas belezas da natureza, esse prazer que transforma o corpo numa grandiosa torre de fogos de artifício, gradualmente explodindo em fontes de deleite através dos sentidos.” – Anais Nin

Pesquisas da dupla de estudiosos Masters e Johnson indicam que quanto mais exercitarmos essa habilidade, mais sensíveis e suscetíveis aos estímulos nos tornaremos, alcançando ápices ainda mais elevados de êxtase, capacidade e habilidade orgásticos.

Não muito distantes desse estado de bem-estar natural e sexualmente vibrante estão os nativos da ilha de Mangaia, na Polinésia Central. Tidos como a sociedade mais orgasticamente evoluída no mundo, eles consideram o orgasmo feminino não como uma indulgência, mas uma necessidade. Na puberdade, os homens de Mangaia aprendem a estimular as mulheres ao prazer sexual ao máximo, e aqueles que não conseguem dar à sua companheira pelo menos dois orgasmos cada vez em que fazem amor perdem seu status na sociedade insular. Infelizmente, nossa cultura não é tão avançada assim.

Na realidade é muito melhor deter o controle do seu próprio corpo e de seus prazeres e conscientizar-se de que ninguém lhe dá um orgasmo. É você mesma quem o cria, aprendendo como seu corpo chega ao ápice e então direcionando seus sentimentos e gestos de forma a permitir que o orgasmo ocorra. Esse comando de controle e abandono simultâneos é o talento e o dom especiais da Deusa do Sexo que há em você e das muitas Deusas do Sexo, antigas e modernas, que descobriram os segredos do primeiro orgasmo e daqueles frequentes, estremecedores e múltiplos, e aguçaram suas habilidades, transformando-as numa arte refinada.

Segredo nº 1 – Conheça e ame seu eu sexual – regularmente
Contou uma mulher: “Eu nunca havia tido um orgasmo até que reuni coragem suficiente para examinar minha vagina; conclui que ela era bonita e digna de amor, e finalmente me senti à vontade tocando meu corpo e perdendo um pouco o controle. Foi então que conheci o paraíso.” Outra mulher conta: “ Quando me conscientizei de que sou eu, e não um homem, que traz a sexualidade para minha vida, senti-me como se tivesse renascido. Meu corpo, agora verdadeiramente meu, pareceu-me muito precioso e poderoso. Ele me mostrou como ter orgasmos de verdade”.

Segredo nº 2 – Entregue-se
A verdadeira essência do orgasmo é a atitude de soltar-se, renunciar ao controle, perder-se no momento, submeter-se ao imperativo do seu corpo.

Segredo nº 3 – Concentre-se
Toda mulher orgástica que eu conheço diz que se inebria até o orgasmo, expulsando tudo de sua mente e concentrando-se apenas em seu corpo e em seus sentimentos alucinantes de prazer.

Segredo nº4 – Faça o tipo certo de estimulação clitoridiana - e o faça em abundância
Quer você prefira a estimulação direta ou indireta, rápida ou lenta, forte ou suave, com água , com sua mão ou um vibrador, descubra o que enlouquece o seu clitóris – e insista até seu corpo não aguentar mais o agonizante prazer e precisar aliviar a tensão através do clímax.

Segredo nº 5 – Experimente seu ponto gostoso
Onde quer que se localize, seu ponto G é sua área de sensibilidade especial, portanto tire partido dele.

Segredo nº 6 – Flexione seu músculo pubococcígeo
Contrair o pubococcígeo intensifica imensamente a sensação e adiciona a estimulação extra em quantidade suficiente para levar muitas mulheres ao limiar do orgasmo.

Segredo nº 7 – Use um vibrador
Esse segredo é útil principalmente se você nunca teve um orgasmo. Porém, mesmo que não seja sua primeira vez, novos picos sensuais a aguardam porque, com ele, você pode direcionar os movimentos de intensa pulsação exatamente para onde você queria e pode mante-lo ali por muito tempo.

Segredo nº 8 – Fantasie
O órgão mais erótico do seu corpo é o cérebro. Ele é o centro de seus terremotos sexuais. Assim sendo, faça como 80% das mulheres orgásticas: acenda sua imaginação para provocar orgasmos estremecedores.

Segredo nº 9 – Represente um personagem
As vezes despertar o papel de uma gatinha sexy, uma dominatrix ou uma jovenzinha inocente pode liberar seu eu selvagemente orgástico das correntes que o reprimem. Incorpore o personagem e o represente com convicção.

Segredo nº 10 – Mantenha o ritmo e a pressão constantes
Quase todas as mulheres que conheço dizem que o problema em se tentar ter um orgasmo com um homem é que este tende a mudar o que está fazendo e que está muito bom , exatamente quando você chega a um nível de tensão sexual insuportável. Nesse ponto, é crucial que nada seja modificado.

Segredo nº 11 – Excite-se
É possível intensificar e prolongar seu orgasmo elevando-se a tensão a um ápice, mas parando antes de chegar ao clímax. Suavize o toque ou passe para um área diferente, enquanto cai o nível de excitação e em seguida torne a elevá-lo. Quanto mais vezes você fizer isso, maior será o alivio que experimentará no final.

Segredo nº 12 – Eleve seu estado de espírito além do orgasmo
Uma mulher contou: “Para mim, o orgasmo é como uma descarga elétrica que se recebe quando se põe o dedo na tomada – uma sensação excitante, porém, um pouco rústica. Percebi que, se deixar de fora a cabeça e me sentir completamente segura e me livrar de todas as inibições e de todos os medos, posso ir além dessa descarga violenta, entrando num delicioso estado de bem-aventurança que pode se prolongar por bastante tempo. Quando estou em total contato com minha Deusa do Sexo, ela sabe o que fazer com meu corpo e lidera o caminho. Mas é preciso estar disposta a unir-se completamente, não com um parceiro, mas consigo mesma.”

Os mestres taoístas também sempre consideraram o sentimento de unidade alcançado durante e logo em seguida ao êxtase orgástico como a experiência mística mais facilmente acessível. Assim, se você vir o prazer sexual e o orgasmo não só como um alívio físico, mas também como uma aventura espiritual, poderá descobrir que existe um lugar místico e delicioso, ainda além do orgasmo, ao alcance de seu auto-prazer.

Como saber se uma mulher está fingindo um orgasmo?
Muitas vezes é bem difícil. Até porque algumas mulheres sabem representar muito bem um orgasmo. Existem alguns marcadores físicos: aumento da transpiração, elevação da pulsação, contração rítmica dos músculos da vagina e intensa lubrificação; No entanto, a própria relação sexual pode levar a muitos desses sinais. Se a sua parceira quiser fingir – e for uma boa atriz – vai ser bem difícil saber o que está acontecendo.

Seja receptiva
Ponha as mãos nos ombros dele, cruze os pés por trás das costas dele e faça movimentos para cima e para baixo em resposta aos do parceiro. Um dos grandes benefícios para a mulher é que, ao manter as pernas abertas, ela pode imaginar que a vagina é uma flor. Então, quando estiver estimulada, poderá imaginar a flor se abrindo até atingir o clímax. Esse tipo de imagem mental pode ajudar muitas mulheres a atingir o orgasmo.



Estimulação do Clitóris
O clitóris é provavelmente a parte mais sensível do corpo de uma mulher, e reage melhor à estimulação suave dos lábios e da língua. Posicione-se de modo a poder golpear para cima sobre o corpo e a glande do clitóris. Sua parceira pode estar de pé, sentada ou deitada de costas; se for uma das muitas mulheres que pode ter uma série de orgasmos com um estímulo prolongado do clitóris, em geral se sentirá mais confortável deitada. Estimule cada lado do clitóris sucessivamente, sempre a partir de baixo, usando golpes leves na glande e chicoteando a parte inferior do seu corpo de um lado a outro com a ponta da língua.

O Ponto G
Uma área supersensível na parede vaginal da frente, o ponto G, se localiza a meio (ou dois terços) do caminho de entrada. Se pressionado firmemente (pelo pênis ou por um dedo), proporciona uma sensação muito erótica. As pesquisas indicam que nem todas as mulheres possuem ponto G, mas muitas das que o possuem sabem que é capaz de provocar orgasmos.





A adrenalina é uma substância que o corpo produz para se pôr em estado de alerta máximo quando há ameaças externas; ele se concentra nesse risco e prepara todos os sentidos para a decisão: defender-se ou fugir. A reação é o medo. Essa substância também é um dos principais responsáveis pelo entrelaçamento da dor com o prazer. Embora a referência química pareça pouco excitante, a verdade é que as sensações se confundem quando disparam os estímulos que produzem a liberação de adrenalina no corpo. Na realidade, o orgasmo não sabe se é o caso de um jogo ou de um perigo real, mas reage da mesma maneira: excitando-se.

No jogo sexual, onde se incluem mordidas, palmadas na bunda ou beliscões que acarretam uma pequena dor, o corpo entende que deve ficar alerta, porque esses estímulos assim o pedem, gerando um estado de forte emoção e tensão. Encarregada de discernir entre o danoso e o agradável, a mente transforma a sensação de medo, que é ligeiramente dolorosa, em satisfação e prazer.



Emanuella Minari

4 comentários:

Anônimo disse...

Manu, se esmerou na estreia, garota. Desculpe o trocadilho, mas muito bem legal o MANUal, hehe.
Beijo e parabéns.

Mario

Karime disse...

Este manual pelo menos, está bem mais próximo da realidade do que o manual que li na revista que mencionei. Nao me imaginei fazendo caretas nem escolhendo a cor do teto.
Bjo, Manu

Camila disse...

Eeeeeee Manu, parabéns... nossa, amei o MANUal (não resisti à brincadeira, rs)
PS: Vê se não esquece de me emprestar o Guia dos Curiosos hein! rs
Beijão!

○ Laly disse...

Ameii o manual Manu..
parabéns pela estreia..
'beijO