quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Apesar de hoje não ser dia de Desaforada X (é sábado, quando colunistas eventuais publicam no blog), temos a estreia de uma. É a Karime, nome que em árabe significa "generosa". Profissional da área de Comércio Exterior, ela mora sozinha, tem três cachorros e é bem-humorada, pavio curto, intolerante, esperta, inteligente, decidida, sincera, espontânea, fiel e transgressora (gosta de assuntos do "submundo"). Ah, e é gaúcha, como bem o leitor poderá observar quando ela fala sobre a "Padre Chagas" (?). Bem-vinda ao time, Karime, você está publicando o post de número 600 do blog.

Eu odeio a Beth Friedman



Por causa de Beth Friedman qualquer atividade como comer, tomar um café com os amigos, ir na manicure, cortar o cabelo, pagar contas, levar os filhos na escola (e buscá-los, lógico), ler um livro para a faculdade, é verdadeiramente uma movimentação de guerra.

Por causa de Beth, sua repulsa por seus sutiãs desbotados e suas idéias libertárias (?), hoje temos que ser independentes, modernas, inteligentes, constituir família e cuidar dela, e ao mesmo tempo ser lindas, magras e loiras (ou ruivas, ou morenas ou ter luzes californianas perfeitas).

Imaginem poder acordar calmamente às 8h, tomar um café da manhã igual àquele das novelas, ir para a yoga após um banho quentinho beeeeeeem demorado, depois almoçar calmamente com seu marido (noivo, namorado) ou amigos e ocupar a tarde com passeios culturais, programas estéticos, academia e comprinhas básicas curtindo o sol maravilhoso que está brilhando lá fora ou tomando um café na Padre Chagas? À noite, ter tempo para ler um livro, ir calmamente à faculdade, jantar com alguém legal, olhar um filme, ou simplesmente: dormir cedo.

Tudo isso enquanto um outro ser pensa e decide todo o resto da vida por nós. Aaaaah, só por um tempinho eu queria essa vida!

Gente, se ela estava descontente com os sutiãs desbotados e puídos bastava ir na loja de departamento mais próxima e renovar o guarda-roupa em 5 x sem entrada e sem acréscimo. Para que fazer bafão, meu Deus ?


Karime Abrão

3 comentários:

Anônimo disse...

Confesso que sou a favor da queima de sutiãs, Karime. E de calcinhas também. Não sou piromaníaco, mas, se precisar, eu mesmo queimo. hehehe
Beijo e bem-vinda ao time. ;-)

Mario

○ Laly disse...

é Karime, em alguns momentos também gostaria de poder ter a vida que ela - a nossa amiga Beth - rejeitou.
beijOs.

Larissa.

Karime disse...

Obrigada pelas boas vindas!
Bjos aos dois