quinta-feira, 18 de março de 2010

Quanto Mais Eu Rezo... Mais Diversão Me Enlouquece


Houve um tempo em que tudo o que eu sentia era culpa.
Culpada por não ter dado certo o namoro.
Culpada por não ter tempo pros filhos.
Culpada por me atrasar pro médico.
Culpada por me achar culpada.

Não conseguia enxergar qual mais seria meu objetivo naquele momento que não fosse meu sonho de ter encontrado o homem da minha vida, que ele pensasse do mesmo modo sobre mim, que eu fosse perfeita pra ele e que fôssemos plenamente felizes. Porém não deu certo. Sinto-me fracassada quando não consigo atuar eficientemente sobre meus objetivos e isso interfere em todo o resto. Lidar com desprezo me traz um gosto amargo. Enfim, quanto mais eu rezo...

Felizmente um dia a gente acorda e percebe que a vida não precisa de tormento. E aqui eu defino, em poucas palavras, a intensidade de alguns anos redundantemente vividos. Quem complica a vida somos nós, seres intelectualmente evoluídos que não sabemos dominar nossas emoções que, casualmente, são controladas por nosso cérebro. E quando usamos o cérebro, notamos que existem muitas saídas e não só aquele caminho estreitinho e apertado. Basta darmos a volta. Dá trabalho, é um pouco mais longo, você tem que voltar do início, às vezes, mas vale a pena.

Nessa maravilhosa jornada, uma das coisas que você redescobre é o quanto é bom ser dono de si mesmo. Não ser mandado, não ser tolido, não ser adulterado, não perder sua identidade. Sair quando quer, ficar em casa quando quer, beijar quando quiser, se divertir, cansar, rir e chorar à vontade. Sem medo de errar. Acho que deva ser assim, afinal os seres humanos buscam o prazer da companhia de pessoas que façam bem a ele. Mas... o prazer do corpo também pode preencher alguns vazios que os pensamentos desordenados deixam.

I´m sorry for you, not sorry for me! Vou ser feliz!! Se eu sentir vontade de alguém, não me sentirei culpada de novo. Enquanto isso, irei aos shows que gosto, tomarei os drinks coloridos que gosto, farei as tatuagens que desejo, fumarei mais um daqueles cigarros de menta. Não esquecerei de correr na rua, andar de bike, sair com as crianças, pular no rio. Meu Amor, meu Deus, meu Equilíbrio !!

Better, a broken heart provides to spark for my determination. Inside someone like you now, palavras ditas nas músicas que ouvi nesse fim de semana de Guns perfeito, à propósito !!!


Angelica Carvalho

4 comentários:

*Lu* disse...

Eiii, vc me conhece???Hahaha
Menina do céu, parece que escreveu pra mim esse texto.
Estou exatamente nesse momento.
Pra quê complicar se a felicidade está nas pequenas coisas????
Adorei o post.
Bjks

*Lu* disse...

Eiii, vc me conhece???Hahaha
Menina do céu, parece que escreveu pra mim esse texto.
Estou exatamente nesse momento.
Pra quê complicar se a felicidade está nas pequenas coisas????
Adorei o post.
Bjks

Anônimo disse...

Show de bola, como sempre. Gostei muito... Bjs. Katia

Leticia disse...

Nossa guria, até me emocionei.
bom mesmo.

\Beijão
Leticia