sábado, 31 de janeiro de 2009

Dom democrático


Já dizia Einstein que “a imaginação é mais importante que o conhecimento”. Uma afirmativa paradoxal, já que não é possível se imaginar sem o uso do conhecimento. Seria como dizer que “a pamonha é mais importante que o milho”. OK que o comparativo é meio tosco, mas deu para entender. Filosofices à parte, o que o pai da física moderna queria dizer é que sem imaginação nada acontece, o conhecimento fica sem utilidade. O engraçado é que muita gente se acha sem imaginação, o que é humanamente impossível. Aliás, é existencialmente impossível, visto que foi provado que até as plantas matematizam, ou seja, imaginam e planejam a própria evolução, mesmo que em proporções microscópicas. Para aqueles que ainda assim se acham desprovidos da faculdade de criar imagens mentais, aqui vai um estudo de iconografia que demonstra que imaginação é um recurso que pode ser usado em todos os lugares. Até mesmo nos mais escatológicos.






















































Mario Lopes

2 comentários:

* Cá * disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
* Cá * disse...
Este comentário foi removido pelo autor.