domingo, 4 de janeiro de 2009

Tá na letra




Todo ano todo mundo se empenha em elencar metas para o ano todo. E todo mundo todo ano não cumpre as metas o ano todo. Aliás, geralmente não chegam nem ao Carnaval com elas. Dizem que vão emagrecer mas esquecem o prometido tão logo acaba a temporada e guardam seus biquínis e sungas na gaveta. Isso porque o essencial não é estabelecer metas, mas sim normas de conduta. As pessoas decidem que devem adquirir um carro ao invés de se comprometer em trabalhar duro para merecê-lo. Agindo da forma certa, qualquer meta se torna mera consequência. A boa notícia é que essas “boas normas para se viver” podem ser simplesmente copiadas e coladas de fórmulas prontas cantadas em verso e prosa por nossos artistas. Faça um control C control V para a sua vida das letras de alguns de nossos hits do rock e você verá a guinada que ela dará. Um exemplo: o refrão de “Go Back” dos Titãs, com o “Só quero saber do que pode dar certo, não tenho tempo a perder”. Já imaginou se todo mundo levasse isso como lema de vida? Quantos amores frustrados se evitaria, quantas decisões equivocadas seriam jogadas na latrina, quanta procrastinação cairia por terra. Então, para começar bem o ano, cantando, espantando os males e ainda ditando para a própria vida palavras de ordem que podem mudá-la para muito melhor, aqui vai um seleção de clips de músicas com letras edificantes e revolucionárias para sua jornada pessoal. Ouça e adote como hino, mantra e bordão.

Epitáfio – Titãs




Mais Uma Vez – Renato Russo




Amor Pra Recomeçar – Frejat




Viver Só De Amor – Herbert Viana e Sandra de Sá




O Sol – Jota Quest e Marjorie Estiano




Saúde – Rita Lee




Primeiros Erros – Capital Inicial




Tempo Rei – Gilberto Gil




Tempos Modernos – Lulu Santos




Metal Contra As Nuvens – Legião Urbana




Mario Lopes

14 comentários:

Anônimo disse...

Lindas músicas !!!
É como diz um velho ditado :
" Quem canta os males espanta ! "

Anônimo disse...

Lindas músicas !!!
É como diz um velho ditado :
" Quem canta os males espanta ! "
Luciana do Rocio

Anônimo disse...

Acho que foi uma boa seleção, Luciana. Pretendo ouvir cada uma delas diariamente nesta primeira semana do ano (e tocar também) até absorver bem as mensagens.
Beijo e super 2009.

Mario

Keila disse...

Estou lendo este blog faz 1 semana e estou adorando, muito bem feito, os temas são bem interessantes, quero dar meus parabéns, e quem fez a seleção destas músicas tem um ótimo gosto. apesar de gostar de todo genero musical.

Anônimo disse...

Legal, Keila, obrigado pelas palavras e por frequentar o blog. Se você tem Orkut, entre na comunidade das Desaforadas:

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=45102969

Estamos elecando assuntos para 2009 e ainda debatendo se adotaremos tema fixo semanal ou livre, portanto, se quiser contribuir com idéias, seja muito bem-vinda.
Beijo e super 2009 pra você.

Mario

Anônimo disse...

Quase, mas quase coloquei o vídeo da música do Renato Russo no meu post (no que foi publicado ontem).
Esta música em especial tem um significado muito grande pra mim. Foi ela que me deu forças para tentar sair do fundo do poço e que me impediu de fazer o pior.
A seleção tá ótima, só ficou faltando uma música para o post ficar redondinho, redondinho: Enquanto houver sol, dos Titãs.
No mais, como sempre, só tenho a elogiar.
Beijo,
Camila.

Anônimo disse...

Quando não houver saída
Quando não houver mais solução
Ainda há de haver saída
Nenhuma idéia vale uma vida...

Quando não houver esperança
Quando não restar nem ilusão
Ainda há de haver esperança
Em cada um de nós
Algo de uma criança...

Enquanto houver sol
Enquanto houver sol
Ainda haverá
Enquanto houver sol
Enquanto houver sol...

Quando não houver caminho
Mesmo sem amor, sem direção
A sós ninguém está sozinho
É caminhando
Que se faz o caminho...

Quando não houver desejo
Quando não restar nem mesmo dor
Ainda há de haver desejo
Em cada um de nós
Aonde Deus colocou...

Enquanto houver sol
Enquanto houver sol
Ainda haverá
Enquanto houver sol
Enquanto houver sol...

* * * * * * * * * * * * * * * *

Camila.

Anônimo disse...

Na real, Mila, eu procurei não repetir banda nenhuma. Já havia feito menção a outra música dos Titãs no texto, seria meio demais. O Renato Russo entrou com duas, mas numa como solo e noutra como banda. E confesso que essa do "Enquanto Houver Sol" eu acho meio over, tudo bem que eles não podem ter medo de parecer piegas, mas ficou exacerbado. Os Titãs têm transtorno bipolar, cantam coixas como "bichos, saiam dos lixos" para depois dizer "ainda há de haver esperança", é meio contraditório. Em outros tempos cheguei até a classificar como hipocrisia. Essa mesma do "Epitáfio" eu tenho fortes resistências, por me parecer chupada demais de um texto do Jorge Luís Borges. Mas, claro, gosto, toco no violão e botei aí no blog. Mas dá uma lida no texto abaixo e vê se não é copiada e colada demais da conta. Eu não acharia que seria problema se os Titãs mencionassem que fizeram uma "homenagem" ao Borges, mas não citaram nada, nem como referência ou inspiração para a música deles. E tenho praticamente certeza de que eles conhecem o texto, afinal, caramba, os caras são compositores, seria muita ignorância. Eu vi uma entrevista com os Titãs na qual os caras elogiam muito o Sergio Britto pela letra, e em nenhum momento ninguém falou no Borges. Eu, sinceramente, fico meio de cara. Enfim, confira a letra aí embaixo e me conte. Beijo.

Mario

"Se eu pudesse novamente viver a minha vida,
na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito,
relaxaria mais, seria mais tolo do que tenho sido.

Na verdade, bem poucas coisas levaria a sério.
Seria menos higiênico. Correria mais riscos,
viajaria mais, contemplaria mais entardeceres,
subiria mais montanhas, nadaria mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca fui,
tomaria mais sorvetes e menos lentilha,
teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.

Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata
e profundamente cada minuto de sua vida;
claro que tive momentos de alegria.
Mas se eu pudesse voltar a viver trataria somente
de ter bons momentos.

Porque se não sabem, disso é feita a vida, só de momentos;
não percam o agora.
Eu era um daqueles que nunca ia
a parte alguma sem um termômetro,
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas e,
se voltasse a viver, viajaria mais leve.

Se eu pudesse voltar a viver,
começaria a andar descalço no começo da primavera
e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua,
contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças,
se tivesse outra vez uma vida pela frente.
Mas, já viram, tenho 85 anos e estou morrendo"

Jorge Luís Borges

Anônimo disse...

Calma , Mário ...
O recurso que os Titãs usaram com o texto do Borges chama - se intertextualidade .
Portanto , quando você "chupa" , ou , "avacalha " com o texto de um outro autor ,você não faz plágio , apenas treina a INTERTEXTUALIDADE .
Brincadeirinha viu , Mário !
Eu gosto da música e do texto do Borges .
Luciana do Rocio .

Anônimo disse...

E viva o CTRL C + CTRL V!

Anônimo disse...

... até mesmo porque plágio é crime, não? rs ;-)
Camila.

Anônimo disse...

hehe Isso aí, Luciana: intertextualidade. Ou control C control V mesmo, sei lá. Mila, não há uma forma precisa para se classificar plágio em textos e poemas. Em melodia é simples: um certo número de notas idênticas dentro de um compasso e pronto, é o que basta, uma fórmula matemática. No caso de letra não tem como você chegar e dizer: "hmmm aqui fala de errar mais e ali também; o cara vai morrer e então tem a ver com 'epitáfio' que é o título da música". Cai no ridículo, entende? Há muita subjetividade. Claro, basta ler uma e outra e você logo percebe uma série de "coincidências", mas daí a afirmar que é plágio, complica. Bom, mas isso não tira a beleza da música dos Titãs. Já a "Enquanto Houver Sol" é aquilo que eu comentei, a letra jamais será acusada de chupança porque é bem pouco inspirada - o cara acusado de ter sido plagiado passaria a maior vergonha hahaha. Mas o principal motivo mesmo de não ter entrado entre as dez selecionadas é que ela não dá nenhum toque de como agir na vida, ao contrário das demais, e esse era pré-requisito.
Beijo.

Mario

Anônimo disse...

Entendi onde você quis chegar.
Você venceu, hehehe
Beijo,
Cá.

Anônimo disse...

Ué, mas não estava competindo. Bom, mas enfim, acho que está dada a justificativa. Os Titãs surgirão em outros momentos no blog, mesmo porque tem um documentário deles em cartaz que promete.
Beijo.

Mario