segunda-feira, 28 de abril de 2008

As algemas do prazer

Tema da semana: Visita à sex shop...

Bem, ainda tem muitas “meninas” que não tem coragem de entrar em um sex shop... como se fosse o lugar do bicho papão rsss

Então resolvi escrever a estórinha de uma amiga que chamerei de Mary e Johny... pessoal o fato é real :-)

Trabalhávamos todos na mesma empresa e Mary e Johny começaram a namorar “escondidinho” e Mary como toda mulher queria apimentar o namorico...

Resumindo virei consultora da Mary :-)

Mary disse: - ”Ale o que eu compro para o Johny, quero impressionar, apimentar nossa relação...”
Ale disse: - Básico vai no sexshop e divirta-se!
Mary: - Mas Ale eu nunca fui e não teria coragem de ir sozinha... ai meu Deus não tenho coragem...

Eu como boa amiga fiz a minha fiz a boa ação, acompanhei a Mary no maior sexshop da cidade... não sou perita no assunto, mas sei me virar, isso faz alguma tempo... não tinhamos a facilidade da internet ainda rsss
Mary colocou os pés no “santuário do pecado” e seus olhinhos brilharam, parecia uma criança no parque de diversão... se esbaltou nos modelitos fashion de lingerie, fantasias, chicotinhos, máscaras e apetrechos básicos para uma noite de muita festa!

Mary se empolgou e fez bons investimentos... mas o melhor deles que o Johny nunca ia imaginar, porque Mary faz a linha loirinha, toda certinha e ainda mais no início de namoro, a tal da imagem a zelar "boa moça", "mocinha pra casar", bem esse é outro post.

Mary Comprou as algemas e sem frufru... aquelas verdadeiras ( a da foto acima) rsss

Saímos no sabadão cada um com seu respectivo “love” era a noite especial de Mary e Johny e as das “algemas do prazer” tínhamos bebido bastantinho, mas o importante que o casal estava no clima...

Na segunda-feira.... mando um e-mail para o Johny muito curiosa para saber como tinha sido a tal noite ... e para minha surpresa recebe a seguinte resposta.

Johny diz: - “Ale vou te matar”
Claro que não era o que eu queria ouvir rsss

Liguei na hora para Mary perguntando o que aconteceu?
Mary diz: - “Ale conversamos no almoço a estória é longa....

O almoço foi muito divertido e inesquecível rss
Resumindo: Mary na sua empolgação algemou Johny na cama que foi usado e abusado (até ai ele não reclamou nenhum pouco), mas um pequeno detalhe ocorreu depois da festa...
Mary não conseguiu abrir as algemas... (para quem não conhece tem uma chavinha que tem que ser girada) e como Mary estava com um teor alcoólico um pouco acima do normal e essa chavinha é muita chata mesmo, Johny teve uma experiência inesquecível...
lá estava ele peladão algemado na cama, imaginando o chaveiro chegando rss. (imaginem a cena rss)
Mas isso ficou só na imaginação... depois de algumas horas nessa posição, Mary conseguiu abrir a algemas do prazer, do pânico, da emoção e dessa estória inesquecível...

Aí fica a dica: cuidado com as algemas e suas chavinhas!

ahhh Mary e Johny estão casados e com uma filha lindona!!!

Bjks Aletéia (ALE)

2 comentários:

Anônimo disse...

hehe Ale, esse lance das chaves realmente dá paúra. E com algema de verdade, então, daí é para quem curte fortes emoções. Uma garota já usou em mim umas de pelúcia cor-de-rosa. Bem bacaninha o apetrecho. Na semana seguinte, transamos no quarto dela de novo (desta vez sem os brinquedinhos) e quebramos os pés da cama (ou o colchão deslocou e caiu, não lembro), daí fiquei pensando se não teria me machucado se eu estivesse algemado na cabeceira da cama. Quer dizer, sempre envolve algum risco, né. Mas tem de ser assim, senão não tem graça. ;-)
Beijo

Charlie

Aletéia disse...

Com certeza Charlie,

tem que ter emoção... e elas podem ser cor-de-rosa, de oncinha, vaquinha... ou original rss

Vc ou sua parceira escolhe!

Ou ganham de presente rss
Sex shop é um ótimo lugar para presentes rss e desculpa básica é pra uma amiga rsss