quarta-feira, 23 de abril de 2008

Que BBB que nada, o melhor é SDI (Sex, Drugs and Industrial)

E o tema da semana é se o BBB fosse lá em casa.

Pra mim, um tema difícil porque a) não sou muito chegada em câmeras, tirando algumas exceções b) nunca assisti um episódio inteiro dessa chatice...Big Bosta Brasil
Fiquei pensando, pensando e, desde que esse maldito programa começou sempre tentei imaginar a seguinte situação: se eu fosse pro BBB 1) não iria pois nao estou dentro dos padrões 2) se fosse seria eliminada na 1a semana por reclamar demais e ser anti-social 3) ia tomar um porre e xingar toda aquela gente idiota...

Na verdade eu nunca aturei ver um programa inteiro, sempre vi de relance puramente por uma questão antropológica mesmo. Desse último não vi nem rastro, sinceramente para o meu gosto é tudo muito chato e enrolado, sou mais um seriadinho de investigação policial. Mas voltando à temática:
Se o BBB fosse aqui em casa eu seria a primeira a ser fuzilada no paredão pq certamente irritaria os telespectadores com minhas manias:
a) ouvir música (as minhas músicas) praticamente o tempo todo e ainda cantar;
b) ficar quieta por um bom tempo lendo e/ou escrevendo;
c) passar muito tempo na internet
d) imagina então quando eu tivesse que escrever um paper coisa que leva horas a fio?
e) e as minhas discussões sobre sci-fi, metafísica e teoria literária com alguns dos meus amigos, o povo ia querer morrer...
Em suma, o programa seria uma verdadeira nerdice...rs que pra mim é muito divertido mas provavelmente pra maior parte das pessoas pode soar como um tédio completo.

Outra coisa que poderia ser muito mais interessante era um BBB mais trash com pessoas a) bizarras b) drogadas c) pornozão hardcore BDS&M incluindo as alternativas anteriores....rs ah sim e a trilha sonora não seria Pitty, nxzero e sim muito my life with the thrill kill kult, combichrist, suicide commando... dai sim :)



Por fim, se eu tivesse que escolher alguém pra rolar um BBB aqui em casa, seria com esse moço da foto ai em cima, meu muso UHU! Andy La Plegua (vocalista do combichrist) é lindo assim ao vivo - posso falar porque já vi esse norueguês bem de pertinho e quase desmaiei com a obra completa na minha frente (a uns 15 cm de mim) ...rs ainda mais mandando ver no jack daniels.... A morenaça belzebu que posou com o deus nórdico pra um ensaio do site Blue Blood é nada mais nada menos do que a esposa de Andy, a modelo Kellie. Esse BBB eu pagaria no payperview com muito sex, drugs and industrial (combichrist)

Lady A.

UPDATE: compartilho com vcs a trilha do meu private BBB

2 comentários:

Anônimo disse...

Adri, com o advento da segmentação absoluta, irrestrita e irreversível pela TV digital, sua proposta de BBB bem que poderia se tornar realidade. Nem digo com camerazinhas num lugar confinado, mas colada nesses caras mesmo, pra você acompanhá-los o tempo todo. O Andy levando o Floppy para um passeio, por exemplo, é dez vezes mais interessante do que ver um bando de anônimos acéfalos pulando numa piscina.
Beijo à mais subversiva das Desaforadas.

Charlie

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

hahaha que bom que tu gostou rs :) ainda vou voltar a esse tema do BDSM, aguarde. bjo