sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Fui Maltratada Na Loja C&A


No dia 22 de janeiro de 2009 , uma quinta – feira , fui até a loja C&A da Rua Quinze de novembro em Curitiba . Lá escolhi umas peças para provar . Ao chegar no provador , notei que a funcionária estava mal – humorada e ao me passar as fichas me fez uma cara horrível , como se eu estivesse pedindo algum favor . Quando voltei para devolver as peças , notei que a mesma vendedora estava discutindo com uma colega , então ela perguntou em tom de bronca :
- Vai levar alguma coisa , ou , não ?!
Deste jeito respondi :
- Não porque estas roupas não caíram bem no meu corpo .
Depois ao dirigir – me ao corredor , esta moça fez o seguinte comentário :
- Estas clientes só estressam... Provam e não levam nada ! Só servem para dar trabalho para gente !
Ignorei o comentário e escolhi mais três peças para provar . Retornei ao provador , percebi que a mesma auxiliar de loja estava resmungando , quando uma senhora com dificuldades para andar indagou :
- Será que você poderia chamar outra funcionária para acompanhar – me até o provador ? É que eu , também , tenho dificuldade para enxergar ...
A antipática auxiliar de loja exclamou :
- Esta não é a minha função !
Fiquei indignada com a resposta da auxiliar de provador , esta quando viu que eu retornei ao local , fez uma careta horrível e me deu uma ficha .
Como eu estava com pressa , depois de provar as roupas , não tive tempo de colocar as peças no cabide , e , entreguei – as para esta funcionária que gritou :
- Colocar as roupas no cabide é a sua obrigação !
Fiquei indignada com a falta de educação desta funcionária e procurei uma supervisora para relatar o fato .
Aqui é bom lembrar que em tempos de crise é preciso tratar bem o cliente , treinar e escolher bem os funcionários . Pois quando um freguês é mal atendido ele comenta com os vizinhos , com os amigos e em vários meios de comunicação , como jornais e Internet .
É por isto que eu prefiro comprar roupas nas lojas de descendentes de árabes da Rua Pedro Ivo a comprar roupas em lojas famosas . Porque nos estabelecimentos de “ patrícios “ sempre fui muito bem atendida , o que não acontece numa C&A da vida .



Luciana do Rocio Mallon

2 comentários:

Anônimo disse...

Os caras realmente fazem do "prazer em conhecer" só slogan da companhia. Já tive encrenca com eles também, Luciana, embora no meu caso tenha sido confusão com uma conta e não propriamente crise com atendimento.
Beijo

Mario

* Cá * disse...

"Prazer em conhecer" o PÉSSIMO atendimento deste estabelecimento, só se for...
Aliás, já repararam que a maior parte das lojas de grandes redes sempre têm problemas deste tipo? Por que será que o mesmo não acontece com as pequenas?
Beijos!