sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Lenda sobre Dona Xepa


Para quem não sabe, a Xepa é uma espécie de liquidação ou "queima de estoque" no final das feiras livres, após o meio dia, quando as barracas começam a serem desfeitas e os preços dos alimentos ficam mais baixos. Com a crise econômica e a alta nos preços dos alimentos, a rotina de quem vai às compras têm mudado, fazendo da Xepa o horário mais frequentado (e obviamente, o mais cheio) nas feiras. Há inúmeras ofertas de frutas, verduras e legumes, com a mesma qualidade do início da manhã. O que muitos não sabem (confesso que eu mesma não sabia) é que este termo tem uma origem um tanto esquisita... (e do qual eu nunca havia ouvido falar). Resolvi fazer uma pesquisa na Web e consegui encontrar a tal história, que vocês conferem abaixo:

"Dizem que na cidade de São Paulo, no final do século XIX, havia uma senhora descendente de italianos apelidada de Dona Xepa. Esta mulher só fazia compras nos finais das feiras, pois os preços sempre baixavam no término do dia. Além disso, ela nunca deixava de pedir desconto. (está vendo por que é tão importante pechinchar)?
Os anos se passaram e Dona Xepa não deixava de ir um dia sequer nos finais de todas as feiras da cidade e assim ela ficou amiga de todos os feirantes. Um dia, ela estava em uma das feiras quando de repente, desmaiou e faleceu. Todos os feirantes de São Paulo compareceram ao seu enterro. Porém, algum tempo depois, alguns comerciantes começaram a ver o fantasma de Dona Xepa no final do expediente, escolhendo produtos e pedindo desconto. É por isso que todo final de feira leva o nome de "A Hora da Xepa."

Beijos,
Mila!

3 comentários:

Anônimo disse...

Muito bem, Cá. Legal vc escrevendo por aqui. Agora mande ver no tema da semana que vem, OK?
Beijos

Mario

* Cá * disse...

Obrigada!
Vou tentar, prometo.
Beijos!

Sophie disse...

muito interessante a origem deste termo tão usado nas feiras...
'beeeeeijãO