quinta-feira, 29 de abril de 2010

Isso não tem nada a ver com você?


Roberto e Rebeca sentados no sofá da sala, debaixo do cobertor. Ambos com o laptop em mãos, preparando suas respectivas apresentações para o dia seguinte:
- Me ama nada.. só pensa em você!
- Amor, eu te amo sim. Mais do que consigo explicar, só isso.
- Mentira! Só consegue dar atenção ao que tua chefe te fala. Putz, não acerto essa margem.
- Claro que não, linda. Você não tá entendendo.
- Ah sim, porque só tua chefe entende, né? Eu sou burra.
- Eu não disse isso. Você viu como a cotação da bolsa oscilou hoje?
- O funcionário mais inteligente, o mais dedicado, o que melhor traz soluções ao ambiente corporativo.
- Isso eu sou mesmo. Sem falsa modéstia. Mas é por nós. Pelos nossos planos.
- Por nós quem, cara pálida? Só se for por ti e por aquela tua... chefe.
- Tá preocupada com meu excesso de trabalho ou tá com ciúmes da minha chefe, Rebeca? Pega aquele balancete ali pra mim?
- Eu, ciúmes? Hahahaha. Até parece. Só porque ela passa mais tempo com você do que eu, chegou a gerência antes de mim, é mais... alta que eu? Ascensão meteórica é pra quem trabalha na horizontal meu amor, isso que eu acho. Com quantas linhas você finalizou o relatório?
- Ixi, tô vendo que isso vai longe... quinze linhas.
- Longe sim, longe de mim e perto dela.
- Eu estou preocupado em construir um futuro pra nós.
- E eu em o que vou fazer com o nosso presente. Não temos um jantar há quanto tempo?
- Imagina, fomos jantar semana passada.
- Com tua chefe junto, Roberto. Era um jantar de negócios e eu só fui porque ela queria saber quem era a “segunda prioridade na sua vida”. Segunda Roberto!! Eu quase dei na cara dela quando ouvi isso.
- Ela não quis ofender. É que ela só tem a visão do seu maridinho no trabalho, amor. Acha que eu vivo pra isso. Mas não vivo Rebeca e você sabe. Vamos mudar de assunto?
- Eu sei? Mudar de assunto? Por que quer mudar de assunto? Quer dizer que falar de trabalho só se for com ela não é? Eu não consigo acompanhar teu raciocínio, é isso?
- Rebeca pelo amor que você tem nos teus Prada, para vai. E de mais a mais, tá falando o que? Pensa que eu não sei que aquele teu chefe fica querendo te “ensinar” tudo o que ele sabe? Eu poderia fazer um trabalho muito melhor que o dele.
- Não inverta as coisas, querido. Sabe muito bem que ela suga você... ou melhor, você se deixa ser sugado porque teu ego é maior que teu amor por mim.
- Onde foi que eu errei?
- Acha que está errando comigo então porque não muda?
- Errei esse último cálculo, vou ter que refazer.
- Robertoooo... não acreditoooo !
- O que? Desculpa amorzinho, fala coração.
- Como é que pode errar um cálculo tão simples? Juros simples, meuu.. Deixa que eu termino isso pra você vai.
- É por isso que eu amo essa minha mulherzinha linda.
- Espera Ro, deixa eu fazer a conta... Rsss
- Conta nada.. vem aqui vai!
- Oops! Acho que vamos ter que começar tudo de novo...

Angelica Carvalho

3 comentários:

Leticia disse...

ADOREI!
sahushausa, muito bom guria.
Beijos

Leticia

Karime disse...

Muito bom!!! Divertidíssimo!
Beijokas!

Anônimo disse...

Parece a comédia da vida privada! Muito bom. Katia