quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Chocolate com Pimenta

Não tem como não lembrar daquela música composta pela Rita Lee e pelo Arnaldo Jabor... é pra mim uma das melhores definições do que cada um experimenta: “sexo é escolha, amor é sorte”.

Para quem espera muito da vida, aviso que nem um nem outro vem na hora que você quer... e que o amor é infinitamente mais emocionante que o sexo. Só que não estou falando desse amor que se vê por aí, essa forma estranha de as pessoas se unirem num dia, gastarem os tubos numa festa de casamento perfeita e, um ano depois, estarem se separando porque “não era bem aquilo que imaginavam”. Pensa, uma banalização do que poderia ser uma bela história. Também não estou falando de uniões de 30 anos onde um não suporta mais olhar na cara do outro, dormem até em quartos separados ou passam o tempo todo se apontando os defeitos. Falo de amor de verdade, SE é que ele existe, SE é que me entendem.

O amor é a forma mais pura de doação. Você pára de olhar só pro seu umbigo e começa a perceber o outro. Por amor, você provavelmente vai abrir mão da sua felicidade em vários momentos, vai ter que escolher entre as baladas ou o jantarzinho a dois, vai olhar todos os dias para a mesma face, vai fazer filhos, vai investir uma grana em passagens e telefone pra poder se comunicar com a pessoa que está longe, vai perder aquele puta jogo do seu time do coração, vai aceitar várias situações e vai aprender a não julgar tanto, ou seja, egoísmo NÃO te pertencerá mais, meu bem. Todavia, vai ter toda sua atenção recompensada e sentirá o verdadeiro significado do ÊXTASE, ad litteram. O amor faz você pensar, faz você planejar, é como uma palavra cruzada: uma linha sempre completa a outra. Amor pode ser de uma pessoa só, é incondicional, é parte de uma história que só você vai entender. Reparem que não toquei na palavra relacionamento, porque amor não tem nada a ver com isso e provavelmente você não vai casar com a pessoa que mais amou na vida... ou não, me prove o contrário, vou adorar saber!

Amor é pra sempre... ou então não é amor.

Já o sexo... só a palavra já é deliciosamente perversa. Sexo você não planeja, ele acontece. Pode ser por qualquer um, a qualquer momento, e constantemente está associado a grandes paixões. Desperta desejo, interesse, faz você cometer loucuras, pensar no quanto pode ser doce o sabor de um martini seco desde que tomado do jeito certo. Sexo é fantasia a rodo, é prazer instantâneo e intenso... mas é fugaz. Por sexo, as pessoas falam qualquer coisa, mentem, se deslocam da sua zona de conforto, buscam fortemente a satisfação, se tornam ardentes, molhadas, ficam sem ar. Sexo precisa de mais um, ainda que você possa ter outras opções. Sexo nem merece muitas palavras, merece ação. O sexo é a parte da vida que você precisa ter, fazer e aceitar... sem culpas, sem remorsos.

Sexo é efêmero... ou então não é sexo.

Amor é gestual... sexo é oral. Hmmm.
Amor é espiritual... sexo é carnal.
Amor é tudo... sexo é uma parte.
Amor eu tenho dentro de mim... sexo é um pedaço de mim em você.
Amor e sexo é chocolate com pimenta... só não sei quem é o chocolate e quem é a pimenta. E por isso eu prefiro unir os dois.


Angélica Carvalho

10 comentários:

Anônimo disse...

Lindo.... saber separar um do outro é que é o detalhe. Impressionante a frase: o amor é como palavra cruzada: uma linha completa a outra e o sexo não?
Adorei. Bjs. Katia

Anônimo disse...

Muito legal, Ange, só não concordo com a parte da música q fala q "amor é sorte". Acho, sim, q é uma escolha. E universal. Mas isso já é pra um próximo tema do blog. :-)
Beijo.

Mario

Anônimo disse...

Angelica,
adorei o texto, muito simples, mas que diz muito por si mesmo.
Adorei esses trecho:
..Amor eu tenho dentro de mim... sexo é um pedaço de mim em você.
E concordo com vc e descordo do Mario:
“sexo é escolha, amor é sorte”.
Bjs e parabens!!!
manu

Big disse...

Sexo é sorte,
Amor, Amor mesmo é escolha.

É muito mais fácil se ter sorte no sexo do que no Amor.
Amor não depende de sorte, depende de dedicação, cumplicidade e principalmente respeito.
Concordo que Amor seja pra sempre, se não não é amor.
Um poeta falava: "amei loucamente todas a mulheres de minha vida"
Show de texto Angelica, faz a gente parar pra pensar, e isso sempre é bom.

Big disse...

Sexo é sorte,
Amor, Amor mesmo é escolha.

É muito mais fácil se ter sorte no sexo do que no Amor.
Amor não depende de sorte, depende de dedicação, cumplicidade e principalmente respeito.
Concordo que Amor seja pra sempre, se não não é amor.
Um poeta falava: "amei loucamente todas a mulheres de minha vida"
Show de texto Angelica, faz a gente parar pra pensar, e isso sempre é bom.

Anônimo disse...

Isso aí, Big!
Viu só, Manu, vai também "descordar"? ;-)
Abraço pr'ambos.

Mario

Anônimo disse...

"Ainda que existam outras opções" Opções estas que jamais devem ser descartadas, afinal de contas, como já dizia o Butler, se vc não curtir transar com vc mesma quem irá?...adorei o desfecho, bjs..

Anônimo disse...

Eu "descordo" então...

Na verdade, o que eu quis dizer é que pra vc esbarrar no verdadeiro amor da tua vida é sim, uma questão de sorte. Vc não pode escolher amar e ser retribuído... Agora, liga lá pra um louco e diz que quer transar pra ver se dá tempo de vc desligar o telefone... ;-)

beijos Big, amo tuas idéias meu amigooo !!!

e vc Mário... ainda vamos conversar.. kkk

Angelica

Karime disse...

Adorei:"amor eu tenho dentro de mim, sexo é um pedaço de mim, em você." E concordo com o Mario: amor não é sorte, é escolha. Sorte é ser retribuído no sentimento.
Bjo

Anônimo disse...

Amiga
Adrei..
Beijo,
Vane!
;)