domingo, 29 de novembro de 2009

Homem É Tudo Palhaço


Será que o velho ditado: “homem é tudo igual” é verdadeiro? Não sou de fazer propaganda, mas não posso deixar de falar sobre o blog “Homem é tudo Palhaço” - http://www.tudopalhaco.blogspot.com/. Criado em 2002 por quatro jornalistas, conta histórias de relações mal sucedidas provocadas por mancadas masculinas. É recorde de acessos e conta com participações vindas de todo o país. Os posts são engraçadíssimos. A mistura de sarcasmo e bom humor é a receita que permite ao leitor se identificar com as situações vividas por eles.
Entre os inúmeros posts, que infelizmente parecem confirmar este ditado, encontrei uma espécie de “dicionário” com definições bem interessantes (e algumas hilárias) sobre os mais variados tipos de palhaços.
E eu, como boa desaforada que sou, achei interessante divulgá-lo aqui para que nós classifiquemos os palhaçinhos à nossa volta. Com certeza você já se deparou com um desses. Divirtam-se!


Dicionário Palhaço

Palhaço Micareta: Toda festa pra ele é como carnaval em Salvador. Não basta ficar com uma. Tem que ficar com uma, duas, três ou quatro. E pode ser em casamento, batizado, roda de samba, velório, festa de fim de ano da firma e até ceia de Natal.

Palhaço Platão: Adora filosofar. É cheio de frases de efeito. É um poço de conhecimento da natureza humana, sobretudo da natureza masculina. Defende suas teses com pérolas como: “um boquete e um joguinho de futebol fazem os homens felizes” ou “mulher não gosta de homem sincero”. Em geral, a profundidade de seus pensamentos, é como água de piscina infantil: só vai até a canela.


Palhaço Alto Falante: É aquele que gosta de se gabar. Seu prazer é falar em alto e bom som que “já pegou fulana, comeu sicrana.” Quanto mais gente por perto pra ouvir o quanto ele é bom, melhor. No geral, ele só come (ou comeu) metade (ou menos) das mulheres que ele diz ter comido (estar comendo).

Palhaço Repetitivo: Versão mais sofisticada do palhaço "Tira o som e deixa a Imagem". Tem a péssima mania de cantar mulheres com a mesma cantada e, ainda pior, mulheres que se conhecem. Além de repetitivo é burro.

Palhaço Biba: Quer ser bicha, mas não assume. Tem muita curiosidade, tem o alvará, mas não coloca a firma em funcionamento. Às vezes, ele é muito amigo do seu namorado e fica falando mal de você por aí. É o pior tipo: bicha enrustida e ciumenta.

Palhaço Blog Star: Aquele que pede para ser citado no picadeiro. Que força palhaçadas para ser reconhecido como palhaço. OK, né...

Palhaço Cagão: É covarde. Tem medo da mãe, da namorada, da irmã, da esposa. Prefere fazer outra palhaça a tentar consertar uma. Sempre acha que vai ganhar uma bronca. Depois de uma boa palhaçada se esconde. Ver também palhaço Pique Esconde.

Palhaço Pique Esconde: Ele marca de sair com você e... não aparece! Ele te liga chamando pra almoçar e... não aparece! E, claro, sempre desliga o telefone depois do sumiço. Aí ele conta até cem, mil ou cinco mil e, como você - óbvio - não o encontra, ele surge, com a maior cara de pau do mundo dizendo: “ih... esqueci”.

Palhaço Pinóquio: Por razões até hoje desconhecidas, não pode mentir. Ou não consegue. É suuuuper sincero, suuuuper verdadeiro a níveis que beiram a joselitice. Algo na linha: "olha, eu fiquei com você, você é legal, mas eu tenho que ir pra casa porque tenho uma filha pequena". Sem comentários!

Palhaço Cristão: Sente culpa, muuuuita culpa. É capaz de trair a namorada, mas repete incessantemente que não se sente bem fazendo aquilo. Quer largar a mulher, mas não abre mão do trio propriedade-religião-família. É uma variação do palhaço Cagão.

Palhaço Auto Estima: Esse é admirável. Porque muitas vezes o bruto é feio, tem barriga, cara de nerd, corpo caído, “pau de 10 cm” (observação made in Mila)... enfim, sex-appeal zero. Mas é capaz de olhar para você e mandar na lata: “olha... você tá meio gordinha, né?”, “olha… que tal pegar um sol?”, ou “você tá meio pálida”. É uma variação do palhaço Pinóquio.

Palhaço Rádio Relógio: Ele sai contigo e puxa os papos mais bizarros possíveis. Algo do tipo: “você sabia que uma mosca come 1450 vezes por dia?” A intenção, na maioria dos casos, é de impressionar. Quase sempre, o tiro sai pela culatra.

Palhaço Discovery Channel: Versão mais sofisticada do palhaço Rádio Relógio. Ele não puxa papos bizarros, mas procura sempre uma explicação "científica" pra tudo. Algo do tipo: "vi num documentário que os esquimós comem gordura para... blá, blá, blá". Chato pra cacete.

Palhaço Eleitoral: Só promete. "vamos casar", "vamos ter filhos". Não é preciso dizer que tudo fica somente na promessa. Geralmente eles fogem na hora que o bicho pega.

Palhaço Fantasminha (ou Gasparzinho): Some. Desaparece. Evapora. Você está na boate, dá uma distraída e... puf!

Palhaço Flanelinha: Ao invés de transar contigo decentemente, fica repetindo: "faz isso, faz aquilo, põe a perna aqui, põe o braço aqui.” É preciso paciência, muuuuita paciência.

Palhaço Sexo Oral: Promete que vai te comer de pé, deitada, sentada, de quatro, flutuando e o escambau a quatro. Narra orgasmos incríveis, diz ser um amante sensacional, mas tudo fica por isso mesmo. Muito papo e nada de sexo. É uma variação do palhaço Eleitoral.

Palhaço Mãe Valéria de Oxossi (ou mãe Diná): Assim como estas famosas mães de santo - que prometiam trazer a pessoa amada em três dias - esse palhaço promete. Ô, como promete! Noites tórridas, sexo inesquecível, drinks luxuosos em lugares exóticos, amor e paixão. Mas não em três dias. Pior: promete na hora. E pior ainda: nem precisa dormir ou ir ao banheiro para não cumprir. Outra variação (horrorosa, diga-se de passagem) do palhaço Eleitoral.


Palhaço Vovô Garoto: Nem todo mundo nasceu para ser Evandro Mesquita, né? Tem homem que não sabe disso e com 40, ainda acha que tem 20. Então, mesmo com 40, ele se veste como alguém de 20, fala como alguém de 20 e, pior, faz coisas que alguém de 20 faria. Quando são grisalhos então... é para sentar e chorar.

Palhaço Vovô Moleque: É uma variação do palhaço Vovô Garoto, só que pior. Ele está na casa dos 40, às vezes já beirando os 50, mas é arteiro como um moleque de 18. Acha que casamento é micareta, faz aquele gênero que quer pegar todas, usa gírias em timing errado e, muitas vezes, mesmo sendo avô de verdade, se acha assim: um baby cheio de amor pra dar.

Palhaço Milhagem: É um aprendiz de palhaço. Apaixonado, dedicado, mas sempre palhaço. Acha que relacionamento é como programa de milhagem: para cada dia de bom comportamento, recebe um vale-palhaçada. São bonzinhos, portanto merecem crédito.

Palhaço Comentarista: É aquele metido a saber e comentar de tudo. "Homem não gosta de mulher tatuada" ou “homem não gosta de mulher que bebe." É metido a ser a pedra filosofal da masculinidade. Pode ser uma variação do palhaço Rádio Relógio.

Palhaço Indeciso: É aquele q não sabe o quer e quando finalmente decide, ainda acha que você tá disponível. E ainda por cima vem com aquele jeito canalha, pegando na sua mão com uma cara de quem diz: "eu sei que você tá querendo".

Palhaço Cachorro: Um clássico da espécie masculina. Praticamente “default”. É aquele palhaço casado, mas que em algum momento precisa sair para dar umas voltinhas, senão enlouquece. Quando digo voltinhas, todo mundo entende que não é ir até esquina, fazer xixi e voltar, né?

Palhaço Cobra no Bolso: Antes fosse o que vocês estão pensando. O palhaço em questão não coça o utensílio da calça porque é pão duro. Muquirana mesmo. Daqueles que te chama para sair e vai logo dizendo que tá sem dinheiro ou que divide a primeira conta até nos centavos ou que come o seu petisco, mas só quer pagar a bebida.

Palhaço Glenn Close: Tipo perigoso. Depois que você termina com ele, o bruto transforma sua vida num inferno. Faz ameaças, liga para sua casa de cinco em cinco minutos, tem crises de ciúme... todos lembram de "Atração Fatal", certo?

Palhaço Janete Clair: Esse é um tipo único na dramaturgia brasileira. Ele olha para você, te azara e logo depois do primeiro beijo já quer casar, ter filhos, comprar uma casa no campo e enchê-la de labradores. Quer sair do bar ou boate direto para o banco e abrir uma conta conjunta. Mas cuidado: esse tipo de palhaço muda depois de uma noite de sono. Contra indicado para meninas de coração fraco.

Palhaço de Monte Cristo: Faz a palhaçada, deixa aquele rastro inacreditável e some. Dias, semanas, meses e até anos depois, reaparece. Às vezes com um novo visual, outras se gabando por estar "disponível" mais uma vez: "ô... se quiser, o bonitão tá aqui." A volta dos que não foram perde, né?

Palhaço Nelson Rodrigues: Tem de dois tipos: aquele que te chama para sair e te convida para “tomar um Chicabon” ou que usa termos como motoca, decalque, serelepe, etc. E também aquele saído diretamente das páginas de “A vida como ela é”. Preserva as instituições familiares: casa com a namoradinha do segundo grau, cumpre suas obrigações como marido, tem uma amante, é funcionário público e acha que sexo com prazer é só com puta. Sair para se divertir com a mulher, nem pensar.

Palhaço Pachecão: Te troca sem culpa, sem remorso e sem arrependimento pelo time de futebol. Em época de Copa do Mundo então… ele se esquece da sua existência e concentra todas as suas forças em outros 22 palhaços correndo atrás de uma bola.

Palhaço Bem de Consumo: Extremamente apegado a bens de consumo duráveis e não-duráveis. No melhor estilo agente do IPEA, presta atenção em quantos DVDs, TVs, ar-condicionados, geladeiras e fogões você tem em casa. E quando ele acha que seu eletrodoméstico está assim... digamos, defasado; não se acanha e critica. Claro, o moço quer estar sempre up-to-date no quesito inovação.

Palhaço Perfil do Consumidor: Não tem assunto. Em geral, acaba de te conhecer e começa com um questionário pseudo-intelectual do tipo: "qual seu escritor preferido?”, “e a sua música?”, “e o seu filme?”. Recomenda-se estar de porre pra aturar palhaços assim.

Palhaço Reprodutor: Este só quer te comer para fins reprodutivos. Quer encher o mundo de palhaçinhos e acha que seu sistema reprodutor merece tal missão. Cuidado: na primeira noite de amor pode interromper o coito com a pérola: “quero um filho seu”. Recomenda-se nesses casos a simulação de uma forte crise renal ou ataque cardíaco.

Palhaço Silvestre: Assim como os animais que habitam as vastas savanas, tundras, cerrados, florestas tropicais e planaltos deste mundão, os palhaços silvestres não gostam de movimentos bruscos. A aproximação é feita aos poucos, com cautela. Uma vez dominado, ou seja, uma vez beijado ou deitado em sua cama, não faça movimentos bruscos ou afoitos. Pegue a sua noz e fique ali... todos os dias alimentando o esquilinho...

Palhaço Cozinheiro: Sua arte é cozinhar... te deixa em banho maria, mas comer que é bom... nada!

Palhaço Mestre Cuca: Primo do palhaço cozinheiro... quase um Chef, exímio na arte de cozinhar... te deixa em banho maria, coloca molho, refoga, assa, frita, mas comer que é bom... nadinha!

Palhaço Professor Pasquale: Também conhecido como palhaço Revisor. Ele está sempre atento ao uso do português correto. Um vigia incessante da crase, concordância e regência. Seu último alvo é o dicionário palhaço. Ele lê atentamente, se identifica, vê os erros, corrige e comenta. E muito.

Palhaço TPM: Seu lema é o mau humor. Reclama das suas roupas, resmunga dos seus posts, acha todas as suas histórias ruins. Reclama do seu cabelo, da sua voz, da cerveja quente no dia do futebol, do calor, do vento, da chuva, de tudo! Costuma encher os blogs de comentários ácidos e azedos. Mas, cuidado: geralmente eles ficam uma gracinha quando zangadinhos. Podem enganar, portanto, fiquem atentas.

Palhaço IBGE: Muito comum em salas de bate-papo e MSN. Suas três primeiras perguntas invariavelmente são: "De onde tecla?", "Como você é?”, "Tem foto?"
- se bem que a moda agora é perguntar: “Você tem cam?”

Palhaço INSS: Conta as palhaçadas por “tempo de serviço”. Geralmente são os palhaços mais velhos, que se gabam de serem mais experientes; e portanto, mais vividos e palhaços que os outros.

Palhaço PSDB: Tal e qual o partido, está sempre em cima do muro. Não sabe se quer, se não quer, quando quer diz que não, quando não quer diz que sim.. não sabe se casa ou se compra uma bicicleta. Resumindo: um chato.

Palhaço Tira o som e deixa a Imagem: Quanto mais tempo calado, melhor.

Haja picadeiro pra tanto palhaço!

E você, caro leitor, acrescentaria mais algum verbete a este dicionário?



Camila Souza

16 comentários:

Anônimo disse...

Opa, já que você indagou ao "caro leitor" se ele acrescentaria um verbete, vou tomar a liberdade, Mila:

Palhaço Conselheiro: sugere a toda mulher que acha que todo homem é palhaço que troque o circo pelo convento.

Beijo, Mila. ;-)

Mario

Karime disse...

hahahahahahaha
Mais brigaaaaaaa! Convento, nem pensar! Eu corromperia as freiras em 5 minutos! Mila, eu não acho que homem é palhaço, mas que conheço alguns que fazem o gênero 3 em 1, conheço...Várias características destas citadas, numa só criaturinha.
;)
Beijo Mila, Beijo Mario

absolutsubzero disse...

Nossa, isso vai dar guerra dos sexos. Infelizmente eu conheço mais de um tipo de palhaço, e se fosse fazer corretamente a estatística seria 9 entre 10 homens que conheço.
Gostaria de mandar este artigo para dois amigos, mas com quase 15 anos de amizade é claro que estes dois exemplares circences iriam me bater.

Acrescento mais uns tipos de palhaços aqui.

Palhaço Autobiográfico: no primeiro encontro você sabe tudo, desde o momento que ele foi concebido pelos pais até o monento em que VOCÊ teve a SORTE de encontrá-lo.

Palhaço Mundo da Lua: você não sabe se está namorando ou se adotou um filho, pois ele vive perdido, esquece de tudo e lá vai a mãe com o check list para o filhinho avoado.

Palhaço Papel Higiênico: Vive enrolado, tenta te enrolar também e na hora que você mais precisa, cadê ele?

É melhor nós mulheres abstrairmos da idéia de empresárias circenses e aceitar que é melhor um palhaço com defeito mais leve, do que nenhum palhaço. Ou a alternativa não é ir para o convento e sim para o bar gay mais próximo.

Beijos meninas

Daniela/Julianne

Anônimo disse...

Então, Dani, lá vai mais um tipo pra sua coleção:

Palhaço Freudiano: acha que toda mulher que fica criando novas categorias de palhaço precisa urgentemente de um divã.

Beijo. ;-)

Mario

Camila disse...

O Dicionário Palhaço terá parte 2. Então, quem tiver mais algum novo verbete e quiser que ele faça parte do post, me mande um e-mail: millancia@msn.com

Beijos! ;-)

Anônimo disse...

Massa, Mila, então vou colaborar desde já com essa continuidade:

Palhaço Televisa: sabe que mulher que gosta de esticar seus textos em capítulos é chegadinha numa novela mexicana.

Beijo. ;-)

Mario

Camila disse...

Mais uma p/o dicionário...

Palhaço bipolar: Aquele que banca o apaixonado, derrama juras de amor, mas em pouco tempo se dá conta de que não gosta de você de fato e termina c/aquela frase manjada: "o problema não é você, sou eu".

Camila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Cá, vc está se superando nos textos ácidos..... eu adoro! rsrs
Bjo Thainá

Anônimo disse...

Macaco Bonobo e fuga de discussão, impressionante a conexão entre uma coisa e outra. Mila, tô começando a entender porque você nos chama de palhaços: é porque nossas piadas realmente têm mais graça. ;-)
Beijo.

Mario

Anônimo disse...

Uau,
a briga tá quente por aqui...
Gostei muito do dicionário, bem pertinente.
Devo confessar que já me deparei com alguns especimes:
Sexo Oral,Milhagem,IBGE,Pique Esconde, Micareta e até o Bipolar, mas bati o recorde em encontrar um que tinha 2 maldições juntas(Eleitoral com Reprodutor), ninguem merece!!!
Nem circo, nem convento e nem bar gay, compre um vibrador e seja Feliz para sempre... ou pelo menos deveria ser simples assim... (ainda procurando a melhor solução)Quem oferece mais alguma solução???
Bjs
Manu

Anônimo disse...

Eita, depois que a Mila eliminou o comentário dela o meu último passou a não fazer o menor sentido.
Manu, eu vou oferecer uma outra solução, ou melhor, eu não, e sim a Claudia Raia em "Os Normais 2", olha as sábias palavras da pernuda: "Toda mulher é bissexual, a diferença é que umas aproveitam e outras não".
Enjoy it. ;-)
Beijo.

Mario

millancia disse...

Hummmmm, não acredito muito nesta frase da Cláudia Raia, masssss...

E na próxima semana, parte 2 do Dicionário Palhaço.
Não percam! rs ;-)
Beijos.

Anônimo disse...

Palhaço Quem-Avisa-Amigo-É: piada contada duas vezes não tem a menor graça.
Beijo. ;-)

Mario

absolutsubzero disse...

Eu ao contrário do Bonobo, acho que uma piada contada pela segunda vez pode ter uma pitada maior de acidez e ficar muito mais divertida. Voto por um segundo round da lista aqui Camila. E desejar muita sorte no encontro Desaforadas, pois pode ter coisas voando ;).

Acrescento mais um a lista e se já tem me desculpem.

Palhaço rabugento - ao contrário do cachorro do desenho animado que de vez em quando ri da tragédia dos outros, o palhaço rabugento não tem senso de humor nenhum, tenta ser irônico com seus comentários, mas como diria a grande mestra Cude Ampola - NOTA ZERO PARA VOCÊ.

Daniela/Julianne

PS: O que me lembra de estudar para prova de roteiro, senão nota zero merecida para mim.

Camila disse...

Ká: Olha, eu nem chegaria a corromper as pobres freirinhas. Me expulsariam do convento antes disso. rs
PS: Palhaços tem de sobra, mas e lá vivemos s/eles? rs

Manu: Fico c/o vibrador. rs

Mário: Psiu!

Thata: Eu não, NÓS somos ácidas né... Quero só ver quando o pessoal ler os posts que vamos escrever juntas! Afinal de contas, temos que fazer jus ao nome do blog. rs

Daniela/Julianne: C/certeza vai ter 2º post, e não haverá palhaço (e nem Macaco Bonobo) que me impeça. rs
A propósito, querem me ajudar a escrever? Se sim, manda e-mail ou me adicione no MSN: millancia@msn.com...